Quando nasce uma mãe, nasce uma líder

Amigas criam empresa de consultoria que valoriza as características da maternidade como instrumentos de desenvolvimento no mundo corporativo Maternidade e carreira podem ser, sim, dois mundos muito bem vividos para uma mulher ao mesmo tempo. E mais: uma mãe pode ser uma profissional ainda melhor no meio corporativo. Essa é a premissa das amigas e …

Inspira, respira, não pira

Nascida em Santa Maria-RS, no dia 10 de fevereiro, a aquariana Liège Gautério, de 47 anos sempre teve uma relação intensa com o corpo em movimento. Aos cinco, começou a fazer aulas de ballet e a partir daí nunca mais parou. É a mais velha de três filhos. “Aqui em casa nascemos a cada seis …

Toda mãe é louca

Quando olha para sua barriga a mãe sente que está gerando um novo salvador do mundo. Vislumbramos um futuro lindo, quase paradisíaco.  Seremos melhores, ah, muito melhores do que nossas mães. Não vamos cometer os mesmos erros. Vamos nos passar a limpo gerando um eu melhorado.  Junto com o pai da criança faremos planos para …

A natureza ainda é soberana

Camila Bessow é ginecologista e obstetra, esposa do Luciano e mãe do Miguel. Especialista em reprodução humana, ela se acostumou a ver no consultório o drama de mulheres que não conseguem engravidar. Por isso, deixou a natureza agir e tornou-se mãe aos 32. Atualmente, busca conciliar a maternidade com a vida profissional. E ela faz …

Relacionar-se bem importa, idade não importa

Elas descobriram que um relacionamento, para funcionar, precisa de carinho, respeito, e ajustes frequentes. Disposição para fazer o outro feliz é item fundamental. E a diferença de idade? Não importa nada.  Patricia Pontalti tem 47 anos; o marido, Lucas Cunha, 33. Ana Schneider está com 53; o marido, Raphael Feitoza, com 42. No início da …

As vozes dos que vivem na rua

Eles são aqueles que a gente fecha logo a janela do carro diante do sinal vermelho. Se eles batem no vidro a gente diz mecanicamente “não, obrigada”. E olhamos fixo para a frente esperando o sinal verde. Sentimos pena, não compaixão. E nos protegemos da culpa na esquina do pensamento: eles querem dinheiro para beber, …

Não morda a maçã!

O abuso emocional tem uma cara linda. E cheia de promessas. E tem dono. A clássica cena da rainha má que enfeitiça a enteada oferecendo uma maçã envenenada para a pobre moça, que era a mais bonita do reino, está em nossa memória na história da Branca de Neve. Ela aceita morder a maçã encantada …