Não-binárie e sem pátria

“Ser ‘não-binárie’ e ‘sem pátria’ é entender-se primeiramente como PESSOA, livre de ser, de transitar e de lidar com o seu corpo. É entender que somos todes influenciades por infinitas vivências, culturas, relações, crenças, percepções e outras coisas que, aliás, não precisam constar numa carteira de identidade. É entender também que todas as categorias onde …